CAPES

 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) presta auxílio financeiro aos eventos científicos por meio do Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP) e já concedeu bolsas de mestrado e doutorado a alguns pesquisadores do Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM-USP).  


Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São


O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc é uma unidade voltada à reflexão crítica e à produção de conhecimentos nos campos da educação, arte, gestão e mediação culturais. 
A proposta do Centro de Pesquisa e Formação é a de constituir um espaço articulado entre produção de conhecimento, formação e difusão. Procura-se, assim, propiciar trânsitos e trocas entre o saber fazer da instituição, os dados, informações e pesquisas existentes, bem como as temáticas permanentes, transversais e emergentes envolvendo educação e cultura.
O Centro de Pesquisa e Formação é composto por três núcleos: o Núcleo de Pesquisas, que se dedica à produção de bases de dados, diagnósticos e estudos em torno das ações culturais e dos públicos; o Núcleo de Formação promove encontros, palestras, oficinas e cursos; o Núcleo de Publicações e Difusão se volta para o lançamento de trabalhos nacionais e internacionais que ofereçam subsídios à formação de gestores e pesquisadores. 


CNPq

Desde o início das pesquisas sobre o Arquivo Miroel Silveira, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) aparece como nosso apoiador. Concedeu, inicialmente, bolsas de iniciação científica voltadas à organização dos processos de censura. Nos anos seguintes, o CNPq financiou também pesquisas de pós-graduação sobe censura e liberdade de expressão e apoiou diversos eventos acadêmicos realizados pelo grupo que hoje compõe o Obcom.


FAPESP

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) apoia as pesquisas sobre o Arquivo Miroel Silveira desde seus primórdios, em 2001. Inicialmente, concedeu bolsas de iniciação científica voltadas à organização dos processos de censura. A partir de 2002, financiou três projetos temáticos coordenados pela Profa. Dra. Maria Cristina Castilho Costa e voltados a extensas pesquisas sobre a censura e a liberdade de expressão, no passado e hoje.


Instituto Palavra Aberta

Da união de esforços de importantes entidades, como Associação Nacional de Jornais – ANJ, Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão – ABERT, Associação Nacional de Editores de Revistas – ANER e Associação Brasileira de Agências de Propaganda – ABAP, nasceu o Palavra Aberta, um instituto sem fins lucrativos, que defende a plena liberdade de ideias, pensamentos e opiniões.


Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP

A Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo (USP) concede auxílio financeiro aos eventos científicos realizados pelo Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM-USP) por meio de programas Especiais e Editais que instituem apoio financeiro a projetos nas áreas de acervos, patrimônio cultural, memória, intercâmbio de atividades, prêmio para produção acadêmica e criação de espaço cultural.


Pró-Reitoria de Pesquisa da USP

O Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM-USP) foi aprovado, em 2012, pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP como Núcleo de Apoio à Pesquisa da Universidade de São Paulo.
Os recursos aportados por este programa destinam-se a fortalecer a organização de grupos de pesquisa que atuam sinergicamente e formam recursos humanos qualificados, um estímulo para reverter a força centrífuga criada paradoxalmente pelo desenvolvimento de grupos de pesquisa competitivos e altamente especializados. Serve também de estímulo a grupos que se encontram em processo de organização e que apresentam potencial inovador e perspectivas de sucesso.
Os NAPs foram criados para serem independentes dos departamentos e unidades, já que são incentivados a agrupar pesquisadores de distintas unidades ou até externos à USP. Sua execução está a cargo das Pró-Reitorias de Pesquisa e de Pós-Graduação, da Comissão de Cooperação Internacional - CCInt e da Coordenadoria de Administração Geral - CODAGE.


Teatro da USP

Sediado em histórico prédio da rua Maria Antonia, 294, no centro da cidade de São Paulo, o Teatro da Universidade de São Paulo oferece, desde 1996, uma rica programação teatral, programas especiais e mostras que tem por principal objetivo dar visibilidade à pesquisa e produção teatrais de natureza universitária. Ligado à Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, o TUSP atua como polo gerador de cultura, provocando o surgimento de novas ideias, suscitando o debate e despertando a reflexão sobre as questões do fazer teatral no Brasil. O TUSP tem por objetivos difundir e divulgar as artes cênicas em suas mais diferentes manifestações, estimular a criação e o desenvolvimento de grupos teatrais universitários e propiciar, através do teatro, o intercâmbio e a integração entre comunidade interna e externa da Universidade.