Arquivo Miroel Silveira


O Arquivo Miroel Silveira, pertencente à Biblioteca da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), guarda mais de 6 mil processos de censura teatral que cobrem o período de 1930 a 1970. Concebida antes do Estado Novo de Getúlio Vargas e extinta em São Paulo em 1968, quando o Ato Institucional no. 5 do governo militar tornou a censura teatral uma atribuição federal, a censura prévia estatal, que prevaleceu até nos períodos democráticos, foi sistematizada de modo a aprimorar o controle da produção artística teatral do Estado de São Paulo e consequentemente do país. 
Fazem parte do acervo cerca de 1.100 peças de circo-teatro. Ou seja, textos encenados sob as lonas dos circos ou dos pavilhões (estruturas desmontáveis dedicadas exclusivamente à encenação teatral).


A digitalização desse acervo, e que agora está disponível para consulta pública no site, foi possível graças ao apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura Universitária da USP. 



Clique aqui para acessar o conteúdo específico